Balanço positivo com 27ª Fepe

Os descontos dos produtos chegaram a 70% em vários setores como o de vestuário, móveis, decoração, artesanato e até livrarias.


15/09/2015 16h55

A 27ª Feira de Preços Especiais (Fepe) de Campos foi considerado um sucesso, segundo a avaliação de lojistas e do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). A feira de preços baixos, realizada de quarta-feira (9) a domingo (13), no pavilhão coberto da Fundação Rural de Campos, com o apoio da prefeitura, recebeu cerca de 40 mil pessoas durante os cinco dias do evento. O faturamento foi o mesmo do ano passado, cerca de R$ 5 milhões.

Segundo o presidente da CDL, Norival Manhães, o movimento da Fepe superou as expectativas, principalmente pelo momento econômico em que o país está enfrentando. Ele ressalta que o fato de o volume de vendas e de movimento, mesmo em um fim de semana chuvoso ser o mesmo de 2014, quando a situação econômica era bem mais confortável, já é uma luz no fim do túnel.

- Registramos movimento de vendas em todos os dias. Apenas na sexta-feira é que caiu um pouco a noite devido ao mau tempo, mas no fim de semana foi recuperado. Este ano juntamos ações comerciais com sociais e isso também atraiu mais público e vendas. Acreditamos que cumprimos nossa meta - explicou Norival.

Os descontos dos produtos chegaram a 70% em vários setores como o de vestuário, móveis, decoração, artesanato e até livrarias.

- O público teve a oportunidade de comprar diversos produtos de qualidade com preços acessíveis. Através dos recursos obtidos com as vendas, os lojistas poderão renovar seus estoques e se preparar para o Natal, que é a maior data de vendas do comércio de Campos - destaca o presidente.

O próximo evento com o objetivo de aquecer a área comercial da cidade é o Festival de Gastronomia da Pelinca, que será realizado pela Prefeitura de Campos, com apoio pela Câmara de Dirigentes Lojistas a partir de 16 de outubro.

Gastronomia será aquecida com festival

O Festival Gastronômico da Pelinca, que será realizado entre os dias 16 de outubro e 2 de novembro, foi lançado segunda-feira (14). Ao todo, cerca de 35 restaurantes estão inscritos no evento e a maioria definiu qual o prato inédito que vai apresentar no evento. O valor de cada prato inédito é único, R$ 25.

O objetivo do festival é fomentar o desenvolvimento do setor da gastronomia, com foco na superação da crise econômica, com geração de empregos, e no desenvolvimento da economia. Para a empresária Carla Tinoco, a iniciativa de realizar o festival foi muito bem recebida pelos donos de restaurantes e certamente será um sucesso de vendas. “No passado, reuni um grupo de empresários com essa intenção, mas por desencontros e alguns temores do grupo, não consegui levar o plano adiante. Tenho certeza de que iniciativas como esta são muito positivas”, declarou.

Reprodução e Foto: Folha da Manhã


Avança Varejo



1

Dúvidas? Chame no WhatsApp